Como fazer sua mulher usar Linux

Se você usa Linux no seu trabalho ou mesmo em casa, já deve ter reparado que dificilmente uma mulher também o usa. Raras são essas mulheres que lutam contra um preconceito da nossa sociedade que acha que tecnologia não é coisa para mulheres. Baseado nisso, preparamos um conjunto de atitudes que você precisa tomar ou parar de fazer para que mais mulheres venham para o mundo do pinguim.

Mulher-Pinguim

Algumas destas sugestões podem parecer ofensivamente óbvias para você, pessoalmente, mas para muitas outras pessoas elas não são óbvias. Tente não descartar nenhuma das ideias sugeridas, pois elas são sugestões reais de mulheres reais. Mulheres que você provavelmente quer atrair para o Linux e também para você. Hehe. Caso você seja comprometido ou casado, esse guia pode salvar seu relacionamento. Se a patroa reclama muito que você não sai do computador, traga ela para o computador. Convide ela para ser sua Mulher-Pinguim porque é muito mais original que ser Mulher-Maravilha ou Mulher-Gato.

Piadas Machistas

Piadas machistas só servem para expulsar as mulheres de qualquer grupo. E eles são mais comuns do que muitas pessoas imaginam. Você está proibido de fazer piadas sobre mulheres grávidas, TPM, piadas sobre loiras, etc. Tá certo que pode até ser engraçado e elas realmente gostarem mas uma hora você pode contar outra piada achando que é boa e ela não ser. Então melhor não arriscar.

Defesa da Mulher

Ao invés de contar uma piada machista, faça o contrário. Saia em defesa delas. Cada vez que uma mulher vê uma piada machista ou comentário sexista, ela pode até não demonstrar mas ela se sente irritada e menosprezada. Cada vez que uma mulher vê um homem se levantar contra esse comportamento, ela se sente incluída e valorizada.

Respeito

Fale respeitosamente sobre todas as mulheres. Se você não fizer isso, as mulheres tendem a assumir que você vai tratá-las tão mal quanto as outras que você está insultando e vão evitá-lo.

Largue o teclado

Isso acontece com mais freqüência para as mulheres. Quando ela faz uma pergunta, em vez de você dizer a resposta, você tira dela o teclado e digita o comando. Não faça isso! Isso faz com que a outra pessoa se sinta estúpida e impotente. Dê às pessoas a chance de aprender a fazer as coisas por si mesmas. Você pode até pensar que está fazendo um favor a ela ao configurar o Apache enquanto ela está no banho, mas se ela está tentando aprender a configurar o Apache, você não está ajudando.

mulher linux

Não dê em cima dela

Imagine ser a única mulher em um grupo grande de homens. Ela está tentando se encaixar para fazer parte do grupo. Mas se você der em cima dela, você está expulsando-a do rebanho e isolando-a do grupo. Mulheres crescem com o medo constante de serem atacadas por homens, e isso determina como será todas as suas interações. Como qualquer outro ser humano, uma mulher quer ter amigos e ser apreciada por quem ela é. Toda vez que ela recebe um e-mail pedindo-lhe um encontro, ela pensa que não é vista como parte do grupo, mas como alguém diferente, um objeto de desejo, e certamente não está sendo julgada apenas por seu mérito técnico.

Incentivo

Encontre maneiras de encorajar as mulheres. Se você tiver a oportunidade, tente orienta-las. Mentoring significa guiar, encorajar e aconselhar alguém na sua educação e carreira. Nem todo mundo é capaz de dar mentoring, mas quando dá certo os resultados são espetaculares.

Não olhar

Ninguém gosta de estar sendo observado ou apontado. Por que uma mulher gostaria? Muitas mulheres se queixam de quando elas entram em uma sala de entusiastas do Linux, de repente, a conversa pára, todo mundo se vira e olha, e algumas pessoas até mesmo apontam para garantir que seus amigos podem ver o que todo mundo está olhando. Isto é intimidante e desagradável, e mais do que suficiente para fazer uma mulher jurar nunca mais voltar.

Tratamento normal

Algumas mulheres se queixam que querem ser tratadas como pessoas normais. Elas percebem que quando elas estão no recinto os homens mudam de comportamento só para agradá-las. Elas não precisam de tratamento especial porque isso só realça ainda mais que elas são diferentes. Muito provavelmente elas também xingam quando estão com raiva e em algum momento da vida já ouviram palavrões. Isso não vai ser uma novidade.

Críticas

As mulheres são socializadas para serem muito mais sensíveis às críticas do que os homens, bem como mais críticas de si mesmas. Como resultado, as mulheres são muito mais propensas a se ressentirem com fortes críticas. Quando você for tentado a criticar, lembre-se que ninguém nasceu sabendo como compilar um Kernel e que em algum momento você não sabia nada sobre Linux, como qualquer um. Se você quiser que alguém continue a se interessar por Linux, não critique.

Conclusão

Esses foram os maiores conselhos que pude dar para vocês que são casados ou solteiros que vivem ou trabalham com mulheres. Agora, é começar a se policiar nessas atitudes e tornar o ambiente cada vez mais agradável para elas. Assim, elas poderão se desenvolver e começar a fomentar entre elas o uso do Linux. Vai ser muito melhor para nós homens! Vamos à luta rapaziada!

Helbert Rocha

Business & Linux Admin | Digital Mkter | Live in Rio | Love Jesus
Google+

  • IzabelValverde
    Google Chrome 31.0.1650.63 Google Chrome 31.0.1650.63 no openSUSE x64 openSUSE x64

    Excelente artigo!
    O respeito é a base de tudo. Há diferença sim entre homens e mulheres, mas biológica. Acredito que as habilidades cognitivas dependem de incentivos e desde que hajam os mesmos empenhos, o desempenho técnico será de igual valor.
    Infelizmente ainda acontecem cobranças, expectativas, maiores sobre o desempenho profissional das mulheres e, Felizmente há quem não faz comparações e respeite com igual valor! Posso dizer que tive este respeito pela grande maioria das empresas pelas quais passei e grande apoio das Comunidades de software livre que participo.
    — Para não perder a deixa — Diga para sua mulher que a semelhança entre ela e o Linux é que ambos são maravilhosos e apaixonantes 😉

  • Gabriel Rissi
    Firefox 30.0 Firefox 30.0 no GNU/Linux x64 GNU/Linux x64

    Realmente algo que tem faltado é uma atenção maior ao público feminino, muitas vezes a impressão que uma garota tem ao entrar em um grupo de usuários GNU/Linux é que ela está lidando com um bando de tarados que nunca viram uma mulher na vida… e o pior é que na maioria das vezes é realmente isso que parece… outra coisa que vejo muito, são usuários que se acham fodões demais para ajudar alguém que está começando a conhecer agora o universo Linux, isso desencoraja qualquer um, as pessoas passam a ter medo de fazer qualquer pergunta e tornarem-se alvo de chacotas e piadinhas… isso faz com que muito usuários e usuárias queiram manter distância do Linux… não por culpa do sistema, mas por culpa de “alguns” usuários… eles conseguem passar a ridícula imagem de que Linux não é um sistema para qualquer um, e ainda se orgulham disso… é ridículo… por exemplo, quando iniciei no universo Linux, tive que me virar, pq todo fórum em que procurava ajuda, eram piadinhas, me chamando de “noob” e dizendo-me para voltar para o Windows e deixar o Linux para programadores de verdade… hoje em dia já não tenho mais esse problema… mas acredito que isso é algo que afasta a todos, inclusive mulheres…

  • Marcus Vinicius
    Google Chrome 39.0.2171.71 Google Chrome 39.0.2171.71 no GNU/Linux x64 GNU/Linux x64

    Aqui em casa resolvi do modo mais fácil: detonei o windows de todos os computadores e note e instalei o Linux Mint. Como minha esposa não mexia muito no windows, acostumou-se bem rapido com o sistema do pinguim. Hoje ela sofre um pouco se tem que fazer algo em Windows, e da mesma forma minhas filhas, acostumadas desde pequenas ao Linux.

  • Firefox 36.0 Firefox 36.0 no Ubuntu Ubuntu

    Infelizmente a minha esposa só usa o Windows devido o Office M$…