Como remover versões antigas do Kernel

Quem usa Linux a um certo tempo já deve ter percebido que a cada atualização do Kernel do Linux o Kernel antigo não é removido. Isso ocorre porque é uma segurança para o caso do Kernel novo não ser compatível com alguma coisa, ou simplesmente, não funcione. Como você tem a opção de escolher por qual Kernel você quer iniciar o sistema através do Grub, a lista dos Kernels só tende a aumentar. Como isso se torna irritante, pelo menos para mim, remova os Kernels antigos agora.

Debian/Ubuntu/Mint

No Ubuntu, para listar todos os Kernels instalados:
$ sudo dpkg -l | grep linux-headers-*
Para listar o Kernel que está sendo usado:
$ uname -r
Para remover os outros mais antigos (por exemplo, o kernel linux-image-2.6.32-22-generic):
$ sudo apt-get remove --purge linux-image-2.6.32-22-generic

Red Hat/CentOS/Fedora Core/Suse Linux

No Fedora, para listar todos os Kernels instalados:
$ rpm -qa kernel
ou
$ rpm -qa | grep kernel-smp
Para listar o Kernel que está sendo usado:
$ uname -r
Para remover os outros mais antigos (por exemplo, o kernel linux-image-2.6.32-22-generic):
# rpm -vv -e linux-image-2.6.32-22-generic
ou
# yum remove linux-image-2.6.32-22-generic
E também o comando abaixo para remover o kernel-devel:
# package-cleanup --oldkernels

Atualização em 11/07/2010: Ao tentar remover um Kernel antigo no Fedora, você pode se deparar com um erro de dependência do kmod. Para resolver isso, basta remover o kmod relativo ao Kernel que desejas retirar do sistema através do gerenciador de pacotes, antes de remover o Kernel. Removendo o Kernel, esse kmod não será mais necessário.

Atualização em 25/08/2010: Adicionado mais um comando para o Fedora.

Atualização em 18/09/2010: Adicionado um comando mais simples para o Fedora.

Helbert Rocha

Business & Linux Admin | Digital Mkter | Live in Rio | Love Jesus
Google+