Linux da depressão

O Linux é a melhor alternativa ao Windows? Sem dúvidas. O Linux é gratuito, “fácil” de usar e mais seguro. Uma vez que você está um pouco familiarizado, você vai se sentir em casa. Ainda assim, ele é usado por apenas 1,7% dos PC’s no mundo. Desde que veio ao mundo, contribuidores do Linux tentaram convencer o mundo a usá-lo. A maioria das pessoas simplesmente não quiseram experimentá-lo ou simplesmente não foram capazes. Se alguém não descarta o Linux imediatamente, vai dizer que “Linux é um ótimo sistema operacional” e ainda assim continuar usando o Windows (ou Mac OS). Há algumas razões por detrás de tudo isso. Por que o Linux – apesar de ser ótimo – não é e nem tão cedo será usado ​​amplamente pela população (povão) em seus PC’s e notebooks, exceto os casos de devices Android e whatever Kernel Linux geladeiras blá blá blá?

Mitos

O maior problema do Linux não é a falta de softwares. São as pessoas, que na maioria dos casos, não sabem o que é o Linux. Elas confundem o Kernel com uma distribuição Linux. Elas pensam que a instalação é tipo pilotar uma aeronave. A maioria dos usuários de computador pensam que o Linux é uma alternativa ao Windows mas que eles têm que usar um prompt de comando o tempo todo. As pessoas simplesmente não entendem a lógica do software open source. Algumas pessoas ainda pensam que o Linux se parece e funciona como o Windows 3.0.

Nenhuma grande marca apoia o Linux

A Microsoft já fez um punhado de apps para Android, abriu o código do seu framework .NET e também desenvolveu um editor de códigos para Linux. O Google tem o Android que ainda é um projeto open source. A gigante dos motores de busca também usa o Chrome OS em seus Chromebooks, ambos os sistemas operacionais executados em um Kernel Linux. Quer dizer que essas marcas são apoiadoras de open source? Não. No caso da Microsoft, eles não tornaram o Visual Studio IDE em código aberto e todos os aplicativos para Android que eles fizeram são de código fechado. O Google Chrome OS nunca foi open source, e a maioria dos aplicativos para o Android que o Google fez são de código fechado também. Aliás, você não consegue instalar qualquer software de Linux no Chrome OS ou no Android. Mesmo eles usando o Kernel Linux.

linux depressão

Empresas de software não curtem Linux

Mesmo o Linux sendo capaz de executar aplicativos e softwares poderosos, a maioria dos grandes fabricantes de software não estão interessados ​​em portar seus softwares para Linux. Nenhum dos aplicativos Creative Cloud da Adobe estão disponíveis. O Microsoft Office está disponível para Windows, Mac OS e até Android, não está disponível para Linux. Isso não se limita apenas à Microsoft e Adobe. Todas as outras grandes empresas seguem a mesma rota. Corel (conhecido por CorelDRAW), Autodesk (os fabricantes do AutoCAD) e muitas outras empresas não mostram interesse em portar seu código para Linux. A razão por trás disso é que esses fabricantes de software não acreditam que os usuários de Linux comprarão seus produtos. Isso é verdade em certa medida. Como a maioria dos usuários Linux são engajados na cultura open source, eles gostam de softwares de código livre e aberto. Há realmente o risco de ninguém comprar o software e muitos continuarem usando as alternativas livres. Isso também limita a produção de software proprietário para Linux.

Muita confusão

A maioria das pessoas simplesmente não entendem o que o Linux é e como eles podem escolher um para usar. Há também muitas opções para eles escolherem. Outros sistemas operacionais não têm de enfrentar este problema. Se você deseja adquirir hoje o Windows, não é uma opção de compra o Windows 3.11. Apenas o Windows 10. Se você quiser ir para o Mac da Apple, você vai encontrar a versão mais recente instalada no computador. As pessoas esperam também que esse seja o caso do Linux. Explicar diferenças entre o Ubuntu e o Linux Mint é, por vezes, irritante para um noob completo. Temos muitas versões para escolher em Linux, e em última análise, resulta em muita confusão. Seria necessário uma distribuição muito famosa e boa pra “quebrar” essa confusão. O Ubuntu quase conseguiu esse feito. Mas decisões erradas quando a distribuição atingiu seu auge em 2010 tornaram a retroceder esse processo. As pessoas vão continuar gostando de sua distribuição e a força do Linux (ou seja, a escolha) continuará sendo uma fraqueza do ponto de vista mercadológico e didático.

Sempre na merda

Não vemos aumento no interesse pelo Linux nos últimos anos e nem perspectiva disso nos próximos. Ainda assim, vamos continuar usando-o, recomendando outros a usarem, e, esta já é uma boa maneira de apoiar o Linux. Se você nunca experimentou o Linux e tem curiosidade, recomendamos que você comece pelo Ubuntu ou Linux Mint. Pois o aprendizado será mais fácil. E a vida segue…

Helbert Rocha

Business & Linux Admin | Digital Mkter | Live in Rio | Love Jesus
Google+

  • Tony Carlos
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    O principal problema do Linux é a falta de aplicações que substituam plenamente os softwares proprietários . O desenvolvimento de softwares para Linux anda a passos lentos. Quem quer desenvolver Linux se foca apenas no sistema em si, especialmente na interface. Muitas distros não trazem nada novo para mesa. São apenas o ubuntu ou o Debian com uma interface customizada. Acho que criar e melhorar bancos de dados , editores de imagens e vídeos, suites de escritório, drivers e codecs seria mais util ao Linux do que ficar só focado em facilidade de uso. O Linux ja é bem fácil de usar.

  • Yasser Hanzi
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    Sempre quem chega ~tarde~ no mundo da tecnologia sofre para manter o nivel do que veio primeiro, é assim com o Windows phone, com o Telegram, o LibreOffice e com o Linux que mesmo sendo tão bom quanto seus concorrentes não tem uma base instalada grande, acredito que o caminho é vencer uma etapa por vez… uma área que eu vejo que o Linux vai crescer muito nos ultimos anos é a de jogos, com o SteamOS e Steam Machines da Valve, que deve dá uma guinada nesse mercado, e tem também a IDE de desenvolvimento Unity 3D que recentemente lançou uma versão beta para o pinguim… quem sabe outras empresas vendo o case de sucesso não sigam o exemplo?

  • Sufomba Tinimbu Mutambu
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    O Rwindows tem muito mais coisas que o Linux, por exemplo os 6 milhões de vírus para infectá-lo, a Micro$oft para vigiá-lo (declaração da própria M$).
    Bom, já para usar o Linux basta dissernimento do que é bom para si.

    • Daniele Fernandes
      Unknown Unknown no Unknown Unknown

      hehehehehe concordo!

  • sandro tales Alves
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    Não concordo com muito do que si disse nem em tudo que a materia tem a dispor…… pra começar a Oracle e a IBM investem em linux . a intel e a nvidea tem que estar e apoiam linux por estarem presentes na construção de super-computadores…… e inumeras outras . programas para android não tem nada a ver com software para linux , e chrome os como o nome dis degue o mesmo que android e foi feito para trabalhar em nuvem. e existe o padrão da google de criação de pacotes de programa ….. e são em java. linux usa diversas tecnologias para criação de programas… a incompatibilidade si deve por hardware. não por ser um linux “parente” e si ter um kernel linux não implica necessariamente funcionar da mesma forma , como não funciona. A adobe quase sempre assim como fez a exemplo do plugin do flash libera tecnologia para o mundo linux. Ninguem do mundo linux sente falta do office existe uma porção de alternativas melhores que ele de codigo aberto ( WPS libreoffice ) so pra citar alguns.quanto as IDES bom ….. fora jogos acho que nenhum programador estaria bem da cabeça si trabalhar com tecnologia proprietaria. quanto ao numero de usuarios ….. crece a todo dia….. e esta presente em quase todos servidores do mundo.. Paises desenvolvidos e outros nem tanto como o brasil .(lei normativa N 1º) tem cortado o uso de software proprietario por nem sequer ser possivel auditar o codigo , e gerar autos custos para o governo e colocar o detentor da tecnologia como unico fornecedor possivel. Na minha mais sincera opnião quero que a microsoft va-si-fu .

    MeuPinguim responde: Obrigado pela opinião. Volte sempre.

  • 1Password
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    O maior problema do Linux não é a falta de softwares.!!, São as pessoas que na maioria dos casos, não sabem o que é o Linux…

  • Jonas Pavoni
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    Muito legal esse artigo, sempre utilizei windows e certo dia resolvi mudar para Linux estou utilizando o Linux Mint no meu notebook e estou achando sensacional. Abs Jonas

  • jon jon goufema liames zenbin
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    Irmão eu sou entusiasta de Linux desde 2006 estou abandonando o Windows de vez..por não concordar com essa pirataria de software e virus e a politica abusiva proprietaria de empresas tanto de hardware quanto de software…é por razões politicas em favor da liberdade…não.me importa se vou perder office x ou jogo y temos de falar pra todo mundo eu sou a favor de todas as distros serias..acho que o proximo concorrente da microsoft sera a Google nos Desktops…a Canonical fez um bom trabalho agora cabe a nos criarmos a campanha”use linux diga não a pirataria e virus”assim o povo adere e o suporte aumenta

  • jon jon goufema liames zenbin
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    Eu uso linux ….abaixo ao software pirata proprietario…

  • Nathanael Meireles
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    Eu fico sempre esperançoso para que o Linux seja relevante é o tal “year of Linux” e sabe já perdi as esperanças é sempre a mesma coisa e sempre a mesma promessa e por isso vou me manter no Windows que por enquanto está deixando minha máquina estável e rodando otimamente bem.