Porque a NSA odeia o Linux

Está mais do que provado que o Linux com todas as suas variantes é mais seguro do que qualquer outro sistema operacional. Em geral, usuários Linux são mais conscientes a respeito da segurança de sistemas do que outros usuários. O desenvolvimento de seus sistemas abertos mantém essa filosofia. Isso que a NSA (National Security Agency) não gosta.

Segurança

Recentemente o U.K’s Communications-Electronics Security Group, um braço do Governo Britânico que monitora e avalia a segurança de sistemas de computação, declarou que a versão LTS do Ubuntu é possivelmente o sistema operacional mais seguro que um usuário comum pode instalar. Ele teve melhor desempenho em todos os testes contra o Windows 7 e 8, iOS 6, ChromeOS e sistemas de smartphones, como Android 4.2, Blackberry 10.1 e Windows Phone 8.

NSA Linux

Chupa NSA

Um maior nível de segurança já faz parte de todos os códigos-fonte abertos em todos os sistemas Linux. E isso a NSA aprendeu quando tentou instalar o mesmo tipo de backdoor que instalaram no Windows e em outros sistemas. Instalar backdoors e hackear o Linux não é fácil. Muitos olhos qualificados olham o código constantemente a fim de ajustar e reconstruí-lo aos seus gostos. Qualquer porta traseira maliciosa seria rapidamente descoberta e simplesmente removida. A NSA se aproximou de Linus Torvalds recentemente com esse fim e sua resposta ao pedido foi que isso não pode ser feito. A revisão do código por muitas pessoas significa que nenhum indivíduo pode controlar o que entra nele. Isso significa que o software livre e aberto é o único software que está livre de espionagem governamental.

Caso Snowden

O caso Snowden é um grande exemplo do que pode ser conseguido com sistemas desguarnecidos. Muito da informação que a NSA colheu das pessoas, governos e empresas foram tiradas com a ajuda de backdoors dentro dos sistemas operacionais e colocados lá por seus próprios criadores. Snowden foi capaz de liberar tais provas contundentes de espionagem porque os principais intervenientes do software fizeram com que fosse fácil para a NSA e outras agências governamentais espionarem seus usuários. Ou seja, o Linux é uma família de sistemas operacionais que não se abriram a espionagem. Os interessados ​​em um ambiente seguro e protegido devem considerá-lo seriamente como uma opção.

Helbert Rocha

Business & Linux Admin | Digital Mkter | Live in Rio | Love Jesus
Google+

  • Bruno
    Google Chrome 35.0.1916.153 Google Chrome 35.0.1916.153 no FreeBSD FreeBSD

    Helbert, sem querer ser chato, mas vc está bem mal informado.
    O OpenBSD é o sistema operacional mais seguro do mundo, ele tem esse foco em segurança, veja que o próprio pessoal dele que criaram o primeiro fork do OpenSSL, o LibreSSL para verificar por problemas de segurança. Não só como também é um sistema operacional que desde seu surgimento em 1998 até hoje só foram declaradas duas ou três falhas de segurança. Isso não é o suficiente, eles não permitem a entrada de nenhum software proprietário em seu sistema de Ports, nem Flash, nem Skype, nem a criação de drivers proprietários para ele, nem nada…e a política de inclusão de firmwares proprietários é bem forte.

    MeuPinguim responde: Querido, apenas citamos o estudo dos ingleses indicando o Ubuntu. Não fomos nós quem falamos isso. Portanto, não tem ninguém mal informado aqui. O que tem é alguém que não sabe interpretar textos.

    • Wesley
      IceWeasel 34.0 IceWeasel 34.0 no GNU/Linux x64 GNU/Linux x64

      Na verdade, os ingleses estão certos também, pois está claro tanto na reportagem de MeuPinguim quanto no link da fonte inglesa que Ubuntu é o mais seguro para USUÁRIOS COMUNS, e as distribuições BSD não são destinadas ao usuário comum que precisa de aplicações proprietárias e de uma instalação mais user-friendly. O foco e o manifesto das distribuições BSD são totalmente diferentes de distribuições como Ubuntu ou Mint.

  • Midori 0.5 Midori 0.5 no GNU/Linux GNU/Linux

    O Ubuntu LTS? O sistema mais seguro!? Acho improvável. Desde a versão 12.04, o Ubuntu coleta dados das pesquisas dos usuários e os envia à Canonical e também à Amazon. E a Amazon é uma das corporações que colaboram com a NSA. Além disso, o Ubuntu demora um pouco mais de tempo que outras distros para receber atualizações de segurança, e a maioria dos softwares presentes em seus repositórios oficiais estão desatualizados, o que pode deixar algumas “portas abertas” para serem exploradas.

    No caso do Snowden, o delator da Agência de Segurança Nacional usa Tails (The Amnesia Incognito Live System), um sistema que não deixa rastros do que o usuário faz no computador e ainda força todas as conexões a passarem pelo Tor. Arrisco-me a dizer que, em condições normais, o Tails é mais seguro que o Ubuntu.

  • Sandro Alves
    Firefox 33.0 Firefox 33.0 no Ubuntu Ubuntu

    Amigos, qualquer Linux bem configurado é poderosissímo ! O que importa é o núcleo (Kernel). O importante mesmo é estar bem configurado !! Abraços.

  • Rogério
    Firefox 34.0 Firefox 34.0 no GNU/Linux x64 GNU/Linux x64

    O sistema mais seguro para o usuário comum, ou seja um clicador e empurrador de mouse, nisso eles estão certos!

  • Raul
    Google Chrome 40.0.2214.93 Google Chrome 40.0.2214.93 no GNU/Linux x64 GNU/Linux x64

    Realmente, Linux é seguro. Graças a Deus por podermos usar esse sistema excelente sem pagar nada por isso!

  • Nathanael Meireles
    Unknown Unknown no Unknown Unknown

    O Windows bem configurado também é poderoso, mas claro para um usuário avançado, que o usa com usuário padrão ativando o administrador, assim fica muito difícil invadir ou deixar algum código malicioso se infiltrar no sistema visto que para tudo será necessário a autorização do Administrador.

    • osgregs
      Unknown Unknown no Unknown Unknown

      o que fazer com a backdoor, reescrever o código do windows?

      • Nathanael Meireles
        Unknown Unknown no Unknown Unknown

        Qual backdoor ?